ECON_CampLeiturasFB_AlmeidaFaria_FB1

Atenção: evento em Lisboa cancelado por indisponibilidade do autor!

Literatura e 25 de Abril
“Literatura e 25 de Abril” – assim se designa um evento que terá lugar na sexta-feira, dia 16 de Maio, entre as 18h00 e as 19h30, nas instalações da EC.ON, em Lisboa. Os escritores Almeida Faria e Luís Carmelo irão ler passagens de textos da sua autoria, evocativos do 25 de Abril de 1974. Uma sessão idêntica ocorre no dia 26 de Abril, na Biblioteca Municipal Almeida Faria, em Montemor-O-Novo. Trata-se de uma boa oportunidade para visitar a EC.ON e para ouvir Almeida Faria numa das suas (raras) aparições públicas. Este evento procura ser, simultaneamente, uma celebração dos 40 anos da revolução Abril e uma homenagem a Almeida Faria, uma das vozes literárias mais respeitadas da segunda metade do Séc.XX. A sessão é livre e aberta ao público.

Sobre os autores:
Almeida Faria nasceu em Montemor-O-Novo, em 1943. Viveu, como escritor residente, nos Estados Unidos e na Alemanha. Além de romancista, é autor de diversos ensaios, contos e peças de teatro. Aos dezanove anos publicou o seu primeiro romance, Rumor Branco (1962). Posteriormente, entre 1965 e 1983, publicaria a chamada “Tetralogia Lusitana”. Esta é composta pelos livros “A Paixão” (1965), “Cortes” (1978), “Lusitânia” (1980) e “Cavaleiro Andante” (1983). Os seus romances receberam diversos prémios e encontram-se traduzidos em várias línguas. Com “Rumor Branco” venceu o Prémio Revelação de Romance da SPE. Seria também agraciado com o Prémio Aquilino Ribeiro da Academia das Ciências de Lisboa, o Prémio Originais de Ficção da Associação Portuguesa de Escritores e o Prémio Dom Dinis da Fundação da Casa de Mateus. Ao conjunto da sua obra foi atribuído o Prémio Vergílio Ferreira da Universidade de Évora, o Prémio Universidade de Coimbra e, mais recentemente, o Tributo de Consagração pela Fundação Inês de Castro 2012. A sua obra ficcional tem vindo a ser reeditada pela Assírio & Alvim. A sua publicação mais recente é o livro “O Murmúrio do Mundo” (Tinta-da-china), um relato ensaístico invulgar de uma viagem ao continente asiático. Luís Carmelo é escritor, ensaísta e cronista. Nasceu em Évora em 1954. Doutorado pela Universidade de Utreque (Holanda), é autor de uma obra extensa que atravessa as áreas da semiótica, da literatura e da escrita criativa. Entre as suas obras, na área do romance, destacam-se “No Princípio era Veneza” (Vega, 1990), “A Falha” (Editorial Notícias, 1998), “O Trevo de Abel” (Editorial Notícias, 2001), “E Deus Pegou-me pela Cintura” (Guerra & Paz, 2007) e “A Dobra do Crioulinho” (QuidNovi Editora, 2013). No campo do ensaio, a sua publicação mais recente é o livro “Genealogias da Cultura” (Arranha-céus, 2013). A obra “A Tetralogia Lusitana de Almeida Faria” (1989, Universidade de Utreque, Holanda) valeu-lhe o Prémio da Ensaio da Associação Portuguesa de Escritores em 1988.

“Literatura e 25 de Abril”
com Almeida Faria e Luís Carmelo
Data: Sexta-feira, 16 de Maio de 2014
Horário: 18h00 – 19h30
Local: EC.ON
Rua Dr. António Martins, Nrº 24, R/C,
1070-093, Lisboa (http://goo.gl/maps/o2Lil)