António Cabrita prepara-se para lançar a sua mais recente obra de poesia, o livro “Anatomia Comparada dos Animais Selvagens” (Coisas de Ler Editora). Em antecipação a essa publicação e aproveitando a passagem por Lisboa do autor, aquele que Nuno Moura afirmou ser o “maior poeta português vivo” vai estar na EC.ON, logo após o encerramento das Sessões Ícone IX, para um momento intimista de leituras poéticas. Tem publicado poesia de forma irregular e dispersa. Ainda nos anos setenta, deu início à sua produção poética com “Oblíqua Visão de um Cristal num Gomo de Laranja ou Perene o Sangue que Arrebata os Anjos Vingadores” (P.Tavares, 1979). Seguiram-se “Carta de Ventos e Naufrágios” (Teorema, 1998), a antologia poética “Arte Negra” (Fenda, 2000), “Os Abysmos da Mão” (Íman, 2001), “Piripiri Suite Seguido de Vision L’Amen” (Ver o Verso, 2007), “Combate de flautas” (&etc, 2003) e “Não se Emenda, a Chuva” (Livros de Horas, 2008). Em 2009, foi mesmo galardoado com o Prémio Nacional de Poesia Natércia Freire.

“António Cabrita: Sessão de Leituras”
Data: 15 de Julho, 2017
Horário: 18h30 – 20h00
Local: EC.ON
Travessa do Possolo, 9A, 1350-252 Lisboa
Evento FB: https://www.facebook.com/events/169270420282445/