ECON_CLeituraVRomao1_FB1

O Clube de Leitura da EC.ON já tem obra para os meses de Janeiro e Fevereiro de 2015: “Da Família”, de Valério Romão. Embora recente, a colectânea de onze contos do autor tem sido muito elogiada. “[D]ois romances e duas colectâneas de narrativas breves permitiram perceber a singularidade da voz deste escritor (Mário Rufino, Diário Digital). Para Hugo Pinto Santos, trata-se de “[u]ma obra criadora não só de um universo ficcional idiossincrático, e de um estilo que lhe produz um contraforte assinalável, de marca solitária, mas, sobretudo, toda uma força que é geral.” (Público/ Ípsilon). Valério Romão, segundo Francisco José Viegas, “escreve sem que percebamos a sua “exímia arte do conto”; escreve como uma voz que nos fazia falta, para que nos possamos rir ou comover” (Correio da Manhã). “No que às letras diz respeito, Valério Romão já faz parte da família” (Pedro Miguel Silva, Deus Me Livro). As palavras de Vasco Gato, na sessão de lançamento da obra, seguem no mesmo sentido: O mérito maior deste Da Família será porventura o talento de nos aliciar a um sorriso quase ininterrupto, por nos revermos nas estranhezas e nos quadros humanos aqui contidos, como se fossem uma história pessoalíssima, desdobrada com a sageza das casas, essas que não julgam, apenas acolhem. Convido-vos então a entrarem nesta inebriante casa valeriana, arrombando desde logo com o vosso rosto o espelho da capa. Acreditem: cabemos todos lá.

Valério Romão (1974) é escritor, contista, dramaturgo e tradutor. Licenciou-se em Filosofia e trabalhou como informático. Foi três vezes seleccionado no concurso nacional de Jovens Criadores (2000, 2001, 2002). Foi, também, um dos representantes portugueses na Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo, na Bósnia-Herzegovina, em 2001. Depois de um longo interregno editorial, lançou pela Abysmo os romances “Autismo” (2012) e “O da Joana” (2013), os dois primeiros volumes da trilogia “Paternidades Falhadas”. Viu os seus contos publicados nas edições portuguesa, inglesa e sueca da revista Granta. Recentemente publicou a peça “A Mala” (Guilhotina) e os livros de contos “Facas” (Companhia das Ilhas, 2013) e “Da Família” (Abysmo, 2014). Esta última obra reúne onze contos, alguns deles anteriormente editados em publicações como a Granta, a Revista Egoísta, a Somos Livros ou a Carrossel Magazine.

O nascimento do Rogério foi a coisa mais bonita a acontecer-nos enquanto casal, diria mesmo que o foi o momento pelo qual ambos esperávamos como se de um crisma se tratasse e ele viesse de frança, do céu, do bico de uma cegonha, cansada daqueles três quilos e oitocentos confirmar finalmente a nossa união, por não podermos nunca mais, desde o advento do cristianismo, sermos só e apenas dois: a unidade é a trindade, repetia-me a Marta, no lusco-fusco, quando esgotados e satisfeitos de muitas formas distintas caíamos, um em cima do outro, fruta madura num alguidar de linho à espera do consolo da noite e do silêncio.”

Contos:
– No beco da aorta
– À medida que fomos recuperando a mãe
– O Abysmo também olha longamente para ti
– Quando o pai começou a meter ar
– A avó foi sendo esquecida
– Sobre a física das partículas e a teoria do multiverso quando o bosão de higgs apresenta uma massa inesperada de 125 gev
– Mau tempo no quintal
– O meu avô era o único que tinha guelras, além de pulmões
– Houve um tempo no qual graças ao sucesso do escrete brasileiro muitos miúdos ao nascer foram baptizados de Zico
– Quando se pôs o meu irmão fora de casa
– Para não te ver

LEITURAS/ “O Meu Avô que Tinha Guelras, Além de Pulmões”, Valério Romão

LEITURAS/ “Para não te ver”, Valério Romão

O autor sucede, no Clube de Leitura EC.ON, a escritores como Paul Auster, Mário de Andrade, Fernando Pessoa, Eça de Queirós, Thomas More, Julio Cortázar e José Saramago. O Clube de Leitura é um fórum livre e aberto, de periodicidade bimensal, e tem funcionado através de uma comunidade Facebook.

Artigos, Recensões e Entrevistas:
– “Valério Romão, atirador com alvo” e “Este país que nunca arrefece”, Hugo Pinto Santo (Público/ Ipsilon, 26/12/2014)
http://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/valerio-romao-atirador-com-alvo-1679820
http://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/este-pais-que-nunca-arrefece-1680386

– “Da família, Valério Romão”, Pedro Miguel Silva (Deus Me Livro, 06/01/2015)
http://deusmelivro.com/critica/da-familia-valerio-romao-6-1-2015/

– “Da família de Valério Romão vai alterar a realidade”, Mário Rufino (Diáro Digital, 10-12-2014)
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=750618

– “Não há manual de instrução para ser adulto”, Sílvia Souto Cunha (Visão, 15-01-2015)
VRomao_Visao

– “Aulas de levitação” e “Dentro do caleidoscópio”, José Mário Silva (E/Expresso, 10-01-2015)
VRomao_Expresso VRomao_Expresso2

– “Ele merece ser lido”, Francisco José Viegas (Correio da Manhã, 04-01-2015)
VRomao_CorreioDaManha

– “A degradação dos sentimentos, “Fernando Sobral (Jornal de Negócios, 9-01-2015)
VRomao_JNegocios

 

 

Clube de Leitura:
http://clubedeleitura.escritacriativaonline.net/
http://escritacriativaonline.net/clube-de-leitura/